• Palmas - TO, 16.05.2022

O Hospital Dom Orione é referência em procedimentos de alta complexidade

  • Cidades
  • 13/05/22 16:51
  • Rodrigo Martins

Hospital Dom Orione realiza cirurgia de hérnia de disco por via endoscópica

Por Rodrigo Martins

Hospital Dom Orione é referência no Norte Brasil em serviços de alta complexidade. Sempre inovando em segurança e tecnologia na saúde, a instituição tem se destacado em diversas áreas, como é o caso das cirurgias ortopédicas. Para proporcionar maior segurança para o paciente, a instituição tem realizado procedimentos minimamente invasivos, como é o caso da cirurgia de hérnia de disco lombar por via endoscópica.

Responsável pelo procedimento, o ortopedista e traumatologista Danilo Mourão Ribeiro, explica que a cirurgia endoscópica é uma moderna técnica minimamente invasiva, realizada através de uma pequena incisão, menor que um centímetro. “Na cirurgia por via endoscópica é feita uma descompressão do canal e dos nervos espinhais utilizando uma câmera de vídeo acoplada a uma cânula com instrumentos para retirar a hérnia de disco praticamente sem cortes”, explicou o ortopedista.

Dr. Danilo destaca ainda que esse é um tipo novo de cirurgia que há apenas um ano está na lista dos procedimentos autorizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). “Dentre os principais benefícios dessa nova técnica para os pacientes é uma recuperação mais rápida no pós-operatório, o que reduz os riscos de infecção”, completou.

O Hospital Dom Orione é uma das maiores instituições de saúde da Região Norte do Brasil e um dos principais centros de referência de alta complexidade do Tocantins. Para o diretor técnico da instituição, Dr. Arnaldo Alves Nunes, avançar em segurança e tecnologia é fundamental para proporcionar um tratamento cada vez mais eficaz ao paciente. “Estamos sempre acompanhando aquilo que há de mais moderno na área da saúde. Novas tecnologias surgem e temos primado para oferecer um serviço que atenda a essas inovações”, frisou.

 

 

A cirurgia é realizada com uma incisão de menos de um centímetro (Foto: Evando Dias)

Moderna técnica cirúrgica permite uma recuperação mais rápida (Foto: Evando Dias)