• Palmas - TO, 19.10.2021

  • Cidades
  • 23/09/21 18:02
  • Marcos Veloso

Prefeita Josi Nunes comemora assinatura do contrato para o armazenamento de minério

 

Esta quinta-feira, 23, é um dia histórico. Data da celebração do contrato entre Grupo Porto Seco Centro-Oeste e empresa Ecocidades, que sinaliza o início das atividades do Terminal Multimodal de Gurupi. O contrato assinado se refere ao transporte ferroviário de minério de manganês, que será enviado ao Porto de Itaqui, no Maranhão, com destino à China e à Índia.

Com a assinatura do contrato comercial, a retomada das atividades de funcionamento do Terminal Multimodal de Gurupi dependerá apenas da disponibilidade completa do transporte ferroviário para Itaqui, no Maranhão.

A prefeita Josi Nunes comemora a celebração do contrato para início das operações comerciais do Terminal Multimodal de Gurupi, mas destaca que esta é apenas uma semente. “Nós temos a Porto Seco que tem a concessão do Terminal e a empresa que detém a mercadoria, que é o minério, agora precisamos do terceiro elo desta cadeia que é quem detém a concessão da ferrovia para transportar. A Porto Seco Centro-Oeste já vai receber o minério para ser transportado. A nossa luta é fazer com que a VLI transporte esse minério. Hoje, esta assinatura chama a atenção de todas as autoridades locais, estaduais e nacionais para viabilizar o funcionamento deste terminal”, explica.

A Prefeita argumenta ainda que este terminal não pode permanecer como está e espera que, com o seu funcionamento, a realidade seja totalmente transformada com galpões para grãos, minério, algodão, combustível e tantos outros produtos que podem ser carregados e descarregados neste terminal. “É um primeiro passo e já vamos dar continuidade para que a expectativa de transporte, em novembro, possa ser realizada”, enfatizou.

Representando o Governador Mauro Carlesse, o Secretário Estadual da Indústria, Comércio e Serviços, Tom Lyra, destacou que assinatura do contrato marca a história de Gurupi e do Tocantins, e o funcionamento da ferrovia, primeiro, vai diminuir o custo do frete e vai gerar o desenvolvimento de Gurupi, a arrecadação, além de gerar emprego e renda.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Pedro Dias, expôs que este momento reascende toda a esperança de ver o funcionamento do parque multimodal. “O papel dessa estrutura é gerar emprego, promover o desenvolvimento da região, atrair novos investimentos. Estávamos estagnados na esperança deste momento, mas conseguimos chegar a este paço importantíssimo”, comemora.

O Secretário comenta ainda que o início das atividades de embarques para exportação de minério desperta atenção de outros segmentos como setor de produção rural e de graneis líquidos. 

O diretor do Grupo Porto Seco- Centro Oeste, Everaldo Fiatkoski, explica que com este primeiro contrato a expectativa é movimentar 12 mil toneladas por mês de minério de manganês, por um período de 05 anos, que é o prazo do contrato.

O representante da empresa Ecocidades, Alexandre Torres, destacou ser um motivo de grande satisfação a assinatura do contrato. “Era um contrato que estávamos esperando no último semestre. Hoje o Tocantins é um grande Estado minerário. Nossa empresa em Paranã tem a maior G.U de manganês no Brasil, são 720 mil toneladas de direito de exploração por ano e essa organização logística nos coloca em um patamar muito grande de desenvolvimento, eficiência e rapidez para o escoamento do minério”, comentou. 

O contrato terá vigência de cinco anos, com a movimentação de aproximadamente 150 mil toneladas de minério por ano.

Estrutura

O Terminal Multimodal, além do minério, pode receber carregamento de grãos, graneis líquidos e outras cargas que depende do desenvolvimento da região.

Com o início das operações, a região se desenvolve, novas oportunidades surgem, o cenário econômico da cidade e região melhoram.

Carga

A carga é proveniente de cidades próximas como Cavalcante. Niquelândia, São Valério, além da região Norte do Estado de Goiás e Sul do Tocantins. O carregamento é recebido no Terminal Multimodal de Gurupi pelo modal rodoviário.  Após a formação de lotes são embarcados via férrea até o Porto de Itaqui/MA por transportador ferroviário contratado e indicado pela Ecocidades.

Em média quatro dias, a composição chega até ao Porto de Itaqui.

A primeira operação está prevista para ser realizada em novembro deste ano com destino para China e Índia.