• Palmas - TO, 24.09.2021

  • Cidades
  • 09/09/21 18:01
  • Débora Ciany

Parcerias devem fortalecer o combate a evasão escolar em Gurupi

 

Criar uma rede de colaboração para atuação em conjunto na identificação de crianças ou adolescentes fora da escola e tomar providências necessárias tanto para a matrícula quanto para a permanência do aluno na unidade de ensino. Esse foi o assunto principal de uma reunião sobre o combate à evasão escolar em Gurupi realizada pela Secretaria Municipal da Educação de Gurupi (SEMEG), Secretaria Municipal da Saúde (SEMUS) e Conselho Tutelar.  

Segundo o secretário Executivo, Jhonata Moreira será lançado neste mês a versão 2021/2024 da campanha local da Busca Ativa Escolar, do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). “Precisávamos alinhar com o coordenador dos agentes comunitários o formato de atuação e a colaboração para efetivação do programa. Mas que um alinhamento de ações, foi um convite para que esses dois órgãos possam fazer parte da equipe coordenadora do programa, entendendo que se não fizermos essas parcerias, e se a SEMUS, Conselho Tutelar e demais órgãos não se identificarem também como co-responsáveis para busca desses estudantes que estão fora da sala de aula, a SEMEG de forma isolada, não conseguirá efetividade nessa política, por isso é tão importante o envolvimento de todos, não só dessas entidades públicas mas, de toda sociedade civil organizada. Pais, família, professores, orientadores, diretores e toda e qualquer pessoa que identifique uma criança fora da sala de aula tem que entrar nessa ação junto conosco”, disse.

Ainda de acordo com Moreira, em 2020 a SEMEG e o município de Gurupi não receberam o selo Unicef, que reconhece as políticas das prefeituras para atingir as metas propostas pelo programa de ter mais crianças na escola aprendendo e com acesso ao direito a educação.  “Este ano estamos fazendo uma articulação maior envolvendo o máximo de pessoas e departamentos possíveis e trazendo à tona esta conscientização de que todos, indiretamente, somos responsáveis pelas crianças do município de Gurupi que hoje, estão fora da escola”, concluiu Moreira.   

Estratégia

Para conquistar o Selo UNICEF é preciso implementar a estratégia da Busca Ativa Escolar, indo atrás de cada criança ou adolescente fora da escola e providenciar a rematrícula e a aprendizagem. Ações para diminuir o número de estudantes com atraso escolar também são levadas em consideração.

O programa auxilia na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão. Por meio da Busca Ativa Escolar, são levantados dados concretos que possibilitam planejar, desenvolver e implementar políticas públicas que contribuam para a inclusão escolar.