• Palmas - TO, 13.04.2021

  • Cidades
  • 05/04/21 08:41
  • Divulgação

Funcionamento da barreira sanitária em Cariri do Tocantins é mantida por mais 15 dias

A Prefeitura de Cariri do Tocantins, juntamente com o Comitê Gestor de Crise e Enfrentamento da Pandemia, decidiu manter por mais 15 dias (de 01 a 15 de abril) o funcionamento da barreira sanitária instalada em uma das principais vias de acesso à entrada e saída da cidade como forma de prevenção contra a disseminação da Covid-19 em todo o município.

A decisão foi abertamente divulgada pela prefeitura municipal no portal da transparência, mediante a publicação do decreto nº 121/2021 de 31 de março de 2021, que declara situação de emergência em saúde pública da cidade e determina ações preventivas em favor do combate contra a pandemia.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o monitoramento e restrição do tráfego de condutores de veículos automotores tem gerado resultado positivo no que diz respeito à redução dos casos positivos de pessoas contaminadas pelo novo Coronavírus durante todo o período do mês de março em que a barreira permaneceu instalada, e por isso a necessidade de mantê-la.

Conforme as mais recentes publicações dos Boletins Epidemiológicos de Cariri divulgados entre os dias 15 a 31 de março, a medida restritiva mostrou sua eficácia na redução dos casos, garantindo com que a população caririense esteja protegida de ser infectada em grande escala e prevenindo um caos absoluto na cidade com menos de 5 mil habitantes.

Além do serviço de monitoramento e orientações sobre os cuidados com a pandemia, ao atravessar a barreira, os condutores de caminhonetes, carros e até mesmo motocicletas, passam por uma estrutura montada no local, responsável por produzir pequenos jatos de produto desinfetante capazes de realizar a sanitização de seus veículos e garantir maior proteção.

“Se todos entenderem que estamos realizando esse tipo de serviço em prol da comunidade caririense em geral, nosso serviço terá um maior êxito, mas é necessário que todos façam sua parte, pedindo aos parentes ou amigos que residem em outros municípios, que evitem a realização de visitas”; disse a secretária municipal de saúde, Vanessa Vancetto Nazato.