• Palmas - TO, 24.09.2021

Lançamento da obra, contemplada pelo Promic, de Lauane dos Santos, será nesta sexta, 10, às 19 horas, no Instagram oficial do Projeto

  • Cidades
  • 10/09/21 11:04
  • Karem Oliveira

Jornalista lança livro-reportagem sobre a vida e o trabalho dos feirantes de Palmas

“Seu Joaquim tinha a feira como sua casa, mas até então, durante mais de meia hora de conversa, eu ainda não sabia se dona Francisca gostava de estar na feira tanto quanto ele. Então me restou perguntar:

- O que a senhora mais gostava de ser feirante?

- Era de eu tá lá perto dele. Vendo ele tocar e sorrindo, só isso.”

Com uma escrita ousada, unindo literatura e jornalismo, a escritora e jornalista Lauane dos Santos lança o livro-reportagem ‘Banca Exposta: a vida e o trabalho dos feirantes de Palmas’, nesta sexta-feira, 10, às 19 horas, em formato on-line. O projeto foi contemplado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic 2019) da Fundação Cultural de Palmas.

Com 117 páginas, o livro narra a história de dez feirantes da Feira da 304 Sul, passando por suas origens, tudo que aprenderam e ensinaram sobre a vida na feira, pela forma de chamar a atenção e conquistar a clientela, até os detalhes sobre a parte visual de cada banca. A obra expõe como é ser feirante em Palmas e como os entrevistados promovem suas bancas e ganham dinheiro.

A autora conta que a obra foi escrita em 2017, a princípio como trabalho de conclusão de curso em Jornalismo, mas foi incentivada a publicar as histórias. “Eu escrevi, diagramei e editei Banca Exposta sozinha para apresentar aos professores da Universidade. Lembro que no dia a sala estava lotada de amigos e pessoas próximas e muitos se emocionaram ao conhecerem um pouco das histórias dos feirantes. Os professores e amigos disseram que eu não podia engavetar a obra, então corri atrás desse sonho de escritora iniciante”, conta.

No ano seguinte, a obra conquistou o prêmio de Melhor Livro-reportagem da região Norte pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares em Comunicação (Intercom) e, sem recursos para publicar o livro por conta própria, Lauane se inscreveu no edital do Programa Municipal de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Palmas (Promic 2019) e foi contemplada com o patrocínio para publicação e circulação da obra.

“Quando estava entrevistando os feirantes, me emocionei por diversas vezes, vivi sentimentos intensos de alegria, tristeza e afeto ao ouvir a história de vida deles. Com isso, tudo que eu queria era escrever e narrar essas histórias de uma forma que o leitor pudesse sentir pelo menos metade do que eu senti ao conhecê-las. Por isso lutei nestes quatro anos para publicar o livro a fim de que mais pessoas possam conhecer essas pessoas que ajudam a manter viva a cultura das feiras em Palmas, o que só está sendo possível graças ao patrocínio cultural da Prefeitura Municipal”, complementa a autora.

Um dos entrevistados e personagem principal da história do capítulo ‘A feira o escolheu’, Erivan Ferreira, vendedor de brinquedos na Feira da 304 Sul, conta sobre a sensação de fazer parte da obra. “Nunca imaginei ter minha história contada em um livro, foi uma surpresa ver que momentos marcantes da minha vida estão nele e contados de um jeito tão bonito, também a história do nosso trabalho, das feiras que colocam o alimento na nossa casa. Eu gostei muito de ter participado, se eu vier a morrer, meus filhos vão saber quem eu fui, vão saber minha história porque está divulgado aqui”, destacou o feirante durante a entrega de exemplares aos entrevistados na Feira.

O lançamento, com a presença do orientador do livro à época e convidado especial do evento, professor Doutor Wolfgang Teske, ocorrerá pelo Instagram @bancaexpostaolivro. Depois do lançamento oficial, o livro poderá ser adquirido por R$ 34,90 na Livraria Leitura ou diretamente com a autora pelos canais oficiais como Instagram e WhatsApp; além de ter o E-book à venda na amazon.com.br por R$ 24.99.

 

Oficinas e doações de livros

O projeto de publicação do livro ‘Banca Exposta’ aprovado pelo Promic 2019 também contempla a realização de oficinas sobre o processo de escrita e publicação de um livro para estudantes de Palmas, do ensino fundamental, médio, superior e Universidade da Maturidade. As oficinas estão ocorrendo desde o início de setembro e podem ser acompanhadas pelas redes sociais oficiais do projeto. Também estão sendo doados 100 exemplares do livro para as bibliotecas de Palmas.